O Desastre do Pai Natal

O Desastre do Pai Natal
Era véspera de Natal. O Pai Natal estava a preparar-se para começar a viagem… . O trenó estava cheio de presentes, as renas estavam a acabar de comer. Estavam todos ansiosos!
Depois começou a sua longa viagem pelo céu. A certa altura atravessaram uma nuvem quase gelada. As renas arrepiaram-se todas e despistaram-se…
As renas andavam perdidas pelo céu, elas andavam de um lado para o outro e, como o trenó estava muito cheio, começaram a cair presentes. O trenó ia indo cada vez mais para baixo e foram bater numa árvore.

As renas ainda estavam arrepiadas e o Pai Natal já pensava:
“- Se eu não deixo os presentes nos sapatinhos, as crianças vão pensar que eu não existo.”
-Vamos, renas, temos de voltar para o céu para finalmente distribuirmos os presentes.
Mas, quando o Pai Natal reparou, o trenó estava partido. Eles tinham que refazê-lo. Então, repararam que alguém ainda tinha a luz acesa. O Pai Natal foi lá e perguntou:
– Pode emprestar-me um martelo e parafusos?
– Sim, eu empresto-lhe.- disse o sapateiro que ainda trabalhava.
– Obrigado. – disse o Pai Natal.
Depois de o trenó estar pronto, foram começar a distribuir os presentes.
Quando acabaram de distribuir os presentes, foram para casa felizes por terem resolvido tudo.

FIM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *